Total de visualizações de página

Translate

quinta-feira, 29 de abril de 2021

A DUPLA DE MAUÁ – MARTINHO E MARTINHA - anos 60 - Mauá-SP

 



A DUPLA DE MAUÁ – MARTINHO E MARTINHA

Era formada pelos irmãos Lázaro Nunes Galvão e Maria Aparecida Galvão Guilherme e a época era pelos anos 60.
Família que migrou de Cesário Lange -SP na região de Tatui para Mauá em 1949 em busca de trabalho com carteira assinada, como muitos fizeram por aqueles tempos. Eram em sete e destes, três aprenderam tocar violão e tomaram gosto pela moda caipira.
Era mais comum cantarem nas reuniões de família e também ele, Lázaro, de vez em quando formava dupla de momento com outros violeiros da região da Vila Bocaina onde moravam.
Andaram cantando algumas vezes em circos que passavam pela região e algumas poucas apresentações em emissora de rádio de Santo André.
Os dois adotaram o nome artístico de Martinho e Martinha e não sei de quem veio a ideia e hoje em dia ambos são falecidos.
Cantavam a compunham.
Há até um episódio curioso. Uma vez eles estavam se apresentando na emissora de rádio e o esposo da Martinha ficou em casa cuidando das crianças pequenas. Quando a mãe foi cantar a criança reconheceu a voz da mãe e resolveu pedir para cantar tal música, achando que a mãe iria escutar o pedido assim. E pediu a música: Mãe, canta aí Chitaozinho e Chororó.
Por sinal, naquele tempo essa música era bem anterior à dupla famosa que adotou a mesma como nome artístico e estão aí na mídia desde sempre e passou por Mauá por coincidência.
A dupla Martinho e Martinha foi amadora e fazia a diferença nas reuniões de família, nos encontros da vizinhança e algumas apresentações públicas inclusive na Concha Acústica de Mauá. Ficou gravada com carinho na memória da família para sempre

quarta-feira, 10 de março de 2021

PRESIDENTE DO BRASIL VISITA ISRAEL E LEVA PAUTA CONTRA O TRIBUNAL INTERNACIONAL ONDE AMBOS TEM PENDÊNCIAS

 VIAGEM A ISRAEL - BUSCAR REMÉDIO OU SALVAR A PELE ? 10-03-2021

Torço com força e fé pelo nosso querido Brasil, mas tem hora que os do Poder desanimam a gente. Foi pouco divulgado, mas o Portal de Notícias UOL reportou o que em linhas gerais segue.
A comitiva teve dez integrantes. Teve o episódio do não uso de máscaras e tudo do mais, mas isto é coisa de varejo para aquela delegação.
Falam muito e acreditam num tal spray nasal com potencial contra covid. Pois bem. O portal UOL informa que pelo mundo há em torno de 25 diferentes pesquisas nessa linha, sendo que muitas delas, bem mais avançadas que a de Israel. E a deste país ainda está na fase 1, quando se testa em poucas pessoas. Ou seja: é uma promessa que pode se cumprir mas está longe de ser realidade prática por hora.
Sobre vacinas, Israel que tem em torno de 9 milhões de habitantes, é um país rico, e praticamente já vacinou seu povo e não tem uma vacina local para nos fornecer.
Tem um lado das tecnologias deles mas a nossa delegação não tem expertise nesse tema pelo que foi levantado pelo UOL.
Agora vem o caroço maior que o abacate que não nos contaram de forma geral mas está documentado pelo Portal UOL e seguirá aqui anexo.
Israel tem uma pauta comum com o Brasil com ambos presidentes Processados no Tribunal Internacional. Os efeitos dos vereditos desse tribunal são mais de carater moral, mas afetam fortemente a imagem dos condenados. O presidente de Israel foi processado lá por supostos crimes contra a humanidade no caso da forma que conduz os conflitos com os muçulmanos vizinhos.
O Bolsonaro tem acusação formal lá por supostas práticas que afetam a vida dos indígenas no país. Então nossa delegação levou essa pauta para "unir forças" com Israel contra o tribunal no qual tramita causas em que são potenciais reus. Esta causa quer me parecer que tem a ver com a pessoa do presidente e não com o interesse do Povo Brasileiro. Isto tem que ficar claro. Ver o link da matéria sobre o tema:

https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2021/03/08/brasil-e-israel-se-unem-contra-tribunal-internacional.htm?fbclid=IwAR1nan38_05FHi1mX5TUU28eGuCTbRNBxU2hch2lq17M9MGfmccIafUxCdQ

domingo, 7 de março de 2021

O PRESIDENTE BOLSONARO TEM CULPA NO DRAMA DA PANDEMIA - (Opinião) março de 2021

 O PRESIDENTE TEM CULPA NO DRAMA DA PANDEMIA

AS PROVAS - Uns desavisados podem alegar que não é bem isso, que o presidente não tem culpa, coisa e tal. Vejamos.
Infelizmente nosso presidente agia como papagaio de pirata ou mico de circo imitando o Trump em toda bizarria que ele fazia. E capricharam na irresponsabilidade como Negacionistas na pandemia.
Por essa negligência de ambos, o que vimos foi nossos países serem colocados no topo da lista do mundo pelo número de mortes e descontrole da pandemia.
O novo presidente americano, o democrata Biden já na campanha se cuidava e evitava aglomerações, exatamente ao contrário do que fazia Trump. E Biden ao assumir dia 20-01-21 teve de forma expressa como meta principal combater a pandemia que estava levando 4.000 vidas por dia lá.
Em 45 dias com o dar o exemplo, o apoio e ações efetivas, derrubou a média para 1.700, ou seja, derrubou em mais de 50% as mortes em menos de dois meses.
E nós aqui, continuamos nesta situação de abandono, onde o presidente nem sequer usa máscara, mais da metade dos seus ministros, como ele, já se contaminaram e ficam potencialmente contaminando os outros e fica combatendo os governadores e prefeitos que tentam no sufoco fazer algo contra a pandemia. E no palanque, do qual nunca desceu, visando 2022, fica inclusive brigando com o Dória (que não é uma Brastemp) mas que ao menos viabilizou a vacina que temos no momento.
Este é o quadro onde o exemplo que vem do presidente é o pior possível e não deixa dúvida de que sua atitude acelera em muito as mortes. Infelizmente.

sábado, 9 de janeiro de 2021

CRÔNICA DAS DISPUTAS NO CONGRESSO - TEMPO DO GOVERNO FERNANDO COLLOR DE MELLO - BARGANHAS POR APOIO

                             Janeiro de 2021     (fato ocorrido na década de 90 - governou de 1990/1992)

Estamos perto de fevereiro quando começa o Carnaval lá no Congresso, inclusive com a escolha das famosas "mesas" diretoras. O pessoal faz uma briga de foice no escuro para definir quem presidirá aquelas Casas de leis, o Senado e a Câmara. Pois bem.
Um tal Fernando Collor de Melo, que nomeou o primo Marco Aurelio Melo para o STF, ostentando a fachada de novo na área, histórico de atleta, se autoproclamou Caçador de Marajás e com essa retórica e apoio da mídia e da ignorância de tantos, recebeu a faixa de presidente. Governou com os patrões até o momento que os patrões enjoaram dele e puxaram o tapete do rapaz.
Mas antes disso, ela ainda governo, eleito pelo partido nanico PRN Partido da Reconstrução Nacional (entalhado na fumaça), num mês de fevereiro, começo de ano legislativo, estava com um projeto no qual apostava todas as fichas e tinha perto de zero de apoio parlamentar. Para ele era apoio tão pouco de lamentar.
Chegou o dia da seção, ele fez o que pode e o que não pode mexendo os pauzinhos para conseguir os votos no Legislativo. Raspando na trave, ele acabou faturando naquele lance.
Para isso, negociou a mãe, a sogra, o cachorrinho de estimação e quase pos no rolo a Casa da Dinda, que seria local de estadia dele com frequência.
Daí que um cartunista tipo Glauco ou outro do mesmo naipe coloca a esposa do Collor deitada na cama, esperando o queridinho chegar. Ele chega radiante, eloquente com a vitória, como se tivesse levantado um caneco. Paletó sóbrio, meias e sapato e cueca samba canção de bolinhas. Ele nem ligou.
A esposa dele olha indignada e após ouvir que ele ganhou a parada na votação perguntou:
E a calça?
Eles respondeu: Foi no rolo!!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

LEITOR ADERINDO AO QR CODE - SEMPRE É TEMPO E DE FÁCIL ACESSO AO CELULAR - dezembro de 2020 - Destaque para a CHINA

 Outro patamar da leitura. O livro O PODER DA CHINA - autoria do empreendedor brasileiro - RICARDO GEROMEL - tem CRcode e eu baixei no celular. Depois, escaneando o tal no livro vai direto no video. Andei notando que muitos comerciais da TV nossa hoje em dia estão postando o QR Code pra turma ver mais...

    O livro é bem recente e focado em atualidades, negócios e tecnologia.  Editado em 2019.      Estou publicando o fichamento do livro em capítulos no meu blog de Resenhas, que na verdade são fichamentos de leitura.        www.resenhaorlando.blogspot.com.br    


Uso bastante o Facebook.    Todo retorno que quiserem dar ao que foi lido, fico grato por antecipação.    Engenheiro Agrônomo Orlando Lisboa de Almeida   -  Curitiba - PR

domingo, 20 de dezembro de 2020

ARTIGO DE OPINIÃO - SOBRE A DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA FEDERAL - DEZEMBRO DE 2020

 SOBRE MESAS DIRETORAS DO CONGRESSO - dezembro de 2020

A minha opinião pessoal, salvo melhor juizo, porque estou longe de querer dar uma de dono da razão e cada um tem seu ponto de vista. Tentar ver o conjunto da obra. Temos um problema estrutural intencional no Parlamento que é dar super poder à famosa Mesa. Aí começam quase todos os problemas. Isto no nível federal, estadual e municipal. No nivel federal, se temos 511 deputados, por que colocar na mão do Presidente da Casa o poder de vida e morte, por exemplo, se coloca ou não em Votação o pedido de Afastamento de um presidente e outras matérias da maior relevância. Se são 511 "pares", pessoas com cargo similiar conquistado no voto, até haver uma mesa dirigente, nada demais, desde que ela toque a burocracia, mas não centralize tanto o poder para si. Mas optam por esse desenho para poder "Cooptar" o cabeça e com ele controlar o Congresso de certa forma, pelo Executivo que tem o Cofre e a chave do cofre. Ver que até agora não citei nomes. Quanto ao Maia, ele padece desse "privilégio" de tudo estar centralizado nas mãos dele assim como será com o que vier depois. E digo já, escreve aí. Qualquer um que substituir o Maia, seja quem for, do lado que for, não vai UM MES de nova legislatura, já estarão os da Direita, os Bolsonaristas, gritando e atirando pedras no "motorista da vez". Podem escrever. O pouco de governo que houve foi o Congresso aprovando o essencial para o trem não descarrilar de vez e o STF na base da Vara, tangendo o Executivo, ou toreando mesmo, para que erre menos por ação e omissão porque ele é pródigo em erros.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

RORAIMA SEM ENERGIA DA VENEZUELA - RISCO DE APAGÃO - POR BIRRA DO NOSSO GOVERNO FEDERAL

Curitiba PR, 03 de dezembro de 2020

Talvez muitos não saibam, mas a grande maioria do sistema elétrico brasileiro é interligado e assim fica mais difícil apagão por região. Há umas exceções e uma delas é o estado de Roraima que faz divisa com a Venezuela. Venezuela que é rica em petróleo e por isso, energia barata. Esse país vendia barato energia para Roraima mas com essas picuinhas absurdas do nosso presidente e seus seguidores sem noção, a Venezuela cortou o fornecimento. Agora é um custo enorme levar petróleo para abastecer as termoelétricas de Roraima e há o risco real de apagão, agravado pelo fato de tirarem de lá um gerador para acudir o Amapá. Então tem má fé e incompetência nisso.