Total de visualizações de página

Translate

Google+ Followers

terça-feira, 11 de março de 2014

FRUTO DA NATIVA TARUMÃ DÁ UMA BOA GELEIA - COMPROVEI



              As fotos acima foram tiradas (meia boca) por mim mesmo.  Orlando L.Almeida

     Das caminhadas no Bosque do Papa em Curitiba (atrás do Museu do Olho - Museu Oscar Niemeyer) ao contato com o tarumã e a dica de uso.
     Um dia destes pela manhã, eu estava caminhando como de rotina no bosque do Papa e vi que por lá tem um gramado com muitas árvores com esses frutos maduros.    O zelador do local disse que essas plantas são de tarumã e que os frutos são comestíveis (não gostei do sabor da fruta em si) e que dão uma boa geleia.    Acrescentou que uma senhora levou frutos de lá, fez a geleia e trouxe um pouco para ele provar.
     Depois desse dia, observei que os pássaros, principalmente os sabiás, estão direto nos pés de tarumã comendo os frutos maduros.
     Hoje resolvi botar uma mochilinha nas costas com a câmera fotográfica e uma sacolinha de plástico para coletar os frutos e poder colocar dentro da mochila.   Em casa, tentar a tal geleia sendo que não tem nada sobre a tal no Google com a tarumã.   Fiz um paralelo com a receita de geleia de amora.  
    Ao tirar o talinho dos frutos (tamanho de uma azeitona pequena), fui contando... 275.   Mais ou menos 900 g.    Pouca polpa, muito caroço.   Como separar o trem?   Lavei, botei numa panela, coloquei água até cobrir os frutos e deixei no fogo até ferver.   Já que ferveu, soltou um pouco a casca e a cor desta na água.   A polpa em si é branca.    Em seguida, para tentar separar a polpa, coloquei tudo no escorredor de macarrão e com a colher de pau fui amassando aquilo para soltar a polpa.  Deu certo.   A receita de geleia de amora era 250 g de polpa (fruta em si), 80 g de açucar e 1 colher de café de raspa de limão.   Como não era amora, fui fazendo pelo rumo.  Supus que tinha umas 250 g de polpa e coloquei um copo desses de requeijão de açúcar e a raspa de limão e dá-lhe fogo baixo e mexer de vez em quando.    Não demorou muito e a consistência foi ficando razoável até que achei que estava no ponto.    Em resumo:   Deu uma geleia de tarumã com uma cor de amora e sabor de ... tarumã.   Tem que provar pra ver.      Gostei do resultado.     E que vá para o Google, ora pois!   Utilidade pública.

      orlando_lisboa@terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário