Total de visualizações de página

Translate

Google+ Followers

sábado, 21 de março de 2015

O DIREITO DE MANIFESTAÇÃO HOJE E "ONTEM" 20-03-2015


                  foto do presidio do Ahu em Curitiba - PR

Para reflexão. Eu andei participando de N reuniões da Comissão da Verdade em Curitiba-PR, na qual vinham dar testemunho as pessoas que sofreram com a repressão do tempo da Ditadura Militar. Uma professora universitária aposentada de Curitiba  (Judite Maria Barboza Trindade) que foi presa no Presidio do Ahu daqui de Curitiba, num presidio praticamente só de detentos do sexo masculino. Ficaram presas ela e mais outra estudante da época. O "crime" dela: Ela era universitária e fazia política estudantil e cobrava cidadania e democracia nas ações do governo. Faziam manifestações em Curitiba, reuniões escondidas da repressão policial, congressos de estudantes. Foram presas por "agitação" porque estavam panfletando nas ruas, sendo que os panfletos continham os argumentos e reivindicações dos estudantes e dos cidadãos. E como "agravante", os estudantes foram presos por "portarem armas brancas e contundentes". As tais armas brancas e contundentes eram o seguinte: Na Chácara onde iam fazer um congresso de estudantes na clandestinidade (tudo na Ditadura era proibido) haveria um churrasco e havia Espetos e Facas de cozinha para preparo da carne. Essas eram as armas brancas. Mais de um ano de prisão. Isto é apenas um depoimento de uma afetada pela Ditadura Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário