Total de visualizações de página

Translate

Google+ Followers

terça-feira, 16 de março de 2010

JOÃO PERDIDO, UM PERSONAGEM ANÔNIMO




Meu amigo Joaca Doidão, colega no tempo de universidade e amigo leal até hoje, era vizinho do João Perdido. Primeiro é bom explicar que o Joaca tem um nome de pia e tem até um tio Bispo famoso. O Joaca atende pelo nome de Joaquim Bernardino Valente e atua no Mato Grosso do Sul, onde vive há quase três décadas. O apelido de Joaca foi dado pelos seus dois filhos, dois garotos de ouro, que sempre foram estudiosos e roqueiros. Como jovens, irreverentes e roqueiros, um dia fizeram uma música em homenagem ao velho pai e tascaram o nome da música: Joaca Doidão.
Como eu dizia antes, o meu amigo Joaquim morava com a família quase no centro de Piracicaba, na Rua Santa Cruz, rua que seguindo reto no sentido centro bairro, vai sair no portão da ESALQ-USP, onde cursamos a universidade. Faz algum tempo, mas isso não é relevante para o nosso causo.
O Joaquim tinha um vizinho que era caminhoneiro da velha guarda, dono de um Fenemê (FNM), Fábrica Nacional de Motores, marca que já não existe mais. Mas tem algumas máquinas teimosas da marca rodando em alguns lugares deste mundão de Deus. Um dia, perto de Apucarana, eu ia de carro e peguei uma fila. Quando consegui podar o puxa fila, era um velho Fenemê azul e na traseira dele estava escrito: "Não tô nem aí. Sou o primeiro da fila"
Voltando ao personagem João Perdido, que era vizinho do Joaquim desde que o meu amigo se lembra por gente. Gostava de conversar com o Seo João, que sempre tinha histórias para contar da vida de viajante, de caminhoneiro.
Um dia, meu amigo, que era assíduo frequentador do Colar da Noiva, que é o nome do Estádio do XV de Novembro de Piracicaba, está lá no campo para mais um jogo de futebol e vê com surpresa alguém conhecido, de chinelão no pé, bermuda surrada e uma camiseta cavada. Folgado, comendo amendoim e esperando o início do jogo. Meu amigo nem acreditou. Conhecia o Seo João desde sempre e nunca tinha visto ele atrás de futebol! Alguma coisa estava fora do lugar.
Chegou pro Seo João, cumprimentou e já foi logo perguntando: Ué, Seo João! O que aconteceu que o senhor veio aqui ver o jogo. Começou a gostar de futebol agora?
- Já te explico. Aquele mardito do meu FNM tem quebrado em tudo que é viagem que eu tenho feito, ultimamente. Pois nesta última viagem, o lazarento não quebrou nenhuma vez. E eu fiquei esta semana sem xingar ninguém. Então resolvi vir ao campo pra xingar o juiz.
Este era o saudoso João Perdido. (há outros episódios dele...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário