Total de visualizações de página

Translate

Google+ Followers

sábado, 9 de janeiro de 2010

Viagem de ônibus - Paris a Colônia (Alemanha) - cap.I


Depois de dez ou onze dias em Paris, como estava programado, nós embarcamos num ônibus que segue de Paris até a Noruega, passando pela Bélgica e Alemanha. Na nossa viagem de sete horas, partimos de Paris, passamos por Lille, ainda na França e depois seguimos por Bruxelas, capital da Bélgica e de lá, seguimos adiante. Ainda em território belga (muito plano naquela região), passamos ao lado de Liegge, Maastricht e outras cidades mais. Me lembro do tempo do curso primário, quando em história do Brasil consta que nosso país foi objeto de um tal Tratado de Maastricht e eu ficava encucado. Como pode uma cidade com nome com duas vogais "a" juntas assim! E nunca imaginava que um dia ia passar ao lado da tal cidade lá na Bélgica. Os tempos mudaram e a globalização chegou para o bem e para o mal. No caso, para o bem, afinal passear um pouco é bom e a gente acaba aprendendo mais.
Durante a viagem, em território alemão, nos lugares mais acidentados, a gente via vários lugares cobertos de fina e branca camada de neve. O frio estava perto de zero, não mais no momento.
O ícone da cidade de Colônia é a Catedral monumental que eles tem, com mais de setecentos anos. Consta que na Segunda Guerra mundial, os aliados bombardearam severamente a cidade que teria ficado praticamente destruida, mas pouparam a Catedral, o que foi menos mal.
Do lado esquerdo da Catedral tem uma estação ferroviária num prédio muito bonito e funcional. Andamos de trem por lá também.
Lá em Colônia ficamos num hostel, fizemos um city tour e no outro dia viajamos para Koblenz, onde nossa filha intercambista morou. Koblenz é outro capítulo.
Em frente à Catedral, tem um pequeno monumento de pedras do tempo do Império Romano, que abrangia também aquela região. Do lado direito da Catedral, tem um museu muito interessante que guarda muitas peças do tempo do Império Romano no local.
Colônia fica à margem do Rio Reno e este foi e é um importante meio de locomoção desde os tempos primitivos. Ainda hoje o Reno tem grande tráfego de barcos com cargas e alguns de passageiros.
O museu está num prédio moderno e tem uma particularidade. Uma série grande de relíquias do tempo do Império Romano estão expostas na parte coberta e não fechada do museu e dá para visitar essas peças de forma gratuita, o que democratiza o acesso. São peças enormes, de pedra entalhada, que ficaria inclusive impraticável de serem levadas como lembrancinha por um turista mais afoito...
Dentro do museu, há um lugar com um piso completo, há mais de um metro do nível do solo atual, contendo o piso de uma construção do tempo do Império Romano naquele lugar, preservado. Piso com peças cerâmicas com desenhos diversos. O que mais me chamou a atenção é que há em vários lugares naquele piso com uns dois mil anos, o desenho da "cruz suástica" que depois foi adotada pelos nazistas. Aquela cruz tem toda uma história e uma simbologia que transcende em muito o período do nazismo.
Entramos na Catedral que é majestosa e tem uma série de vitrais coloridos, com uma porção de figuras e cenas sacras. A igreja é muito visitada por turistas. Consta que nessa Catedral estariam depositados os restos mortais dos Magos do Oriente. Pelo menos é o que consta na história local.
Passeando pela cidade, não deixamos de comprar um frasquinho bem pequeno da "Água de Colônia", adquirida na "fonte", já que a origem da tal é de lá. Desde que me conheço por gente - e me conheço a décadas - essa água de colônia é antiga...
Veremos mais no capítulo II...

3 comentários:

  1. Desta vez eu usei uma foto "um pouco" mais profissional que a minha. No Google está cheio de fotos e escolhi uma que destacava a igreja, já que numa foto de amador nem sempre a gente consegue captar o conjunto da obra tão bem como uma foto feita por profissional, com equipamento adequado.

    ResponderExcluir
  2. ah, a catedral eh mesmo mto linda!!!! tao imponente, m lembro qdo a vi pela primeira vez... e lá tem mesmo a urma q eles dizem estar as reliquias dos reis magos, toda em ouro. o museu romano realmente foi show! :-)
    bjsss

    ResponderExcluir
  3. Qual empresa utilizou?

    ResponderExcluir