Total de visualizações de página

Translate

Google+ Followers

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Paris e suas Igrejas - capitulo XI



Independentemente da fé, visitar as centenárias igrejas de Paris é uma atração à parte, já que seus prédios são muito sólidos, de arquitetura arrojada para a época que foram construidos e a maioria continua servindo de templo para a população local.
O curioso - que já destaquei antes - é que na maioria delas há no lugar de bancos, cadeiras lado a lado, com encosto e assento de palha trançada, todas fixadas no local por uma ripa de madeira na altura do encosto das mesmas, por trás. Suponho que é para preservar algum costume antigo.
A Catedral de Notre-Dame é um capítulo à parte, que já foi abordado. Mas vale destacar que há outras igrejas maravilhosas em Paris.
Uma das igrejas visitadas é a da Basilica do Sacré-Coeur ou do Sagrado Coração. Fica no topo da única colina (pequeno morro) que vi em Paris e se destaca com sua arquitetura. Não é uma igreja tão grande nem tão antiga, mas tem história e é muito linda. Em frente, tem uma escadaria ampla, que sai numa pequena praça e logo em seguida, ruas de comércio bastante movimentado por turistas procurando os "suvenir", as lembrancinhas para os amigos.
A Igreja de Santa Madalena que fica perto da Ópera Garnier tem um detalhe marcante que são colunas enormes do lado de fora, fazendo lembrar aquelas imagens dos templos gregos da antiguidade. Para o leigo como eu, a lembrança que se tem é daqueles templos milenares da Grécia antiga. No interior desta igreja vi um daqueles orgãos de tubos metálicos enormes num local elevado, acima do altar mor. O som daqueles instrumentos é maravilhoso. Há uma agenda local informando datas e horários nos quais se pode ver o orgão sendo tocado. Consegui ver numa igreja de Koblenz (Alemanha) meio por acaso, um ensaio com um orgão daquele tipo. É uma experiência ímpar.
A Igreja de Saint Paul-Saint Louis não é tão grande, mas é bem antiga e o destaque fica por conta de duas obras de De La Croix à esquerda do altar mor. Nesta igreja também há um orgão de tubos como o da outra igreja de S.Madalena.
Fomos visitar a Capela onde houve a aparição de Nossa Senhora das Graças, mas estava em reforma e as Irmãs religiosas que são daquela Ordem estão atendendo por uns tempos na Igreja de São Vicente de Paula, que fica perto da Capela. Diga-se de passagem, na Igreja de São Vicente de Paula, acima do altar, acessível por uma escada estreita, a gente visita uma urna com tampo de vidro, com uma "réplica" do Santo que, segundo consta, está sepultado na mesma igreja. É uma igreja relativamente pequena e bem iluminada, comparativamente a outras mais antigas, maiores e menos providas de luz natural.
A Igreja de Saint Sulpice tem em frente, uma pracinha com o monumento com estátuas de leões. Suas colunas enormes são de seção quadrada. Dentro dela, duas obras do pintor De La Croix. Esta igreja, se me recordo bem, se insere no enredo do filme do Código da Vinci.
A Igereja de Saint Germain é a mais antiga da cidade e por dentro é bem escura. No passado, chegou a ser destruida parcialmente e depois foi restaurada. No interior da igreja de Saint Germain, repousam os restos mortais de Rene Decartes.
Um marco interessante é a Torre de Saint Jac. A Igreja ruiu ou foi destruida e só restou a torre estreita e alta, toda trabalhada e muito bem iluminada à noite, o que dá uma visão super interessante do local.
A Igreja de Saint Merry, muito antiga, tem um detalhe curioso também. Algum artista teve a idéia de colocar umas duas ou três cadeiras coladas por um dos pés ao teto, lá nas alturas. Além do bizarro do local, as cadeiras estão sempre meio em diagonal, aumentando a curiosidade da cena. Esta igreja fica bem pertinho do Centro Pompidou, que é um museu moderno, cujo prédio arrojado já dá o tom do que o mesmo abriga.
Acho que de igrejas, já está de bom tamanho. Recomendo...

2 comentários:

  1. Com relação às matérias sobre Paris, vale lembrar que as fotos em quantidade estão no meu Orkut, cujo acesso acho que é pelo meu e-mail do Terra, a saber: orlando_lisboa@terra.com.br
    Abraço aos amigos e Feliz Ano Novo a todos.

    ResponderExcluir